.:: Profissionais | Estudantes | Científicos | Diversos | Resumos | Monografias | Publique |
           
 

.:: RELAÇÕES ENTRE PROCESSOS COGNITIVOS E LINGÜÍSTICOS: TERAPIA FONOAUDIOLÓGICA PARA ADOLESCENTE SURDO, DENTRO DE UMA VISÃO SÓCIO-ANTROPOLÓGICA

Autora: Mila Weissbluth Frejman
Data do artigo: junho de 1998
CRFa 6813
Especialista em Reabilitação em Fonoaudiologia - Linguagem.

CONCLUSÃO

A realização deste trabalho proporcionou a relação entre os conhecimentos teóricos ao longo do curso com a prática clínica, sendo esta relação teórico-prática, essencial para a formação profissional completa. Além disso, o período de atendimento ao paciente e a realização deste estudo de caso ofereceram-nos a oportunidade para compreender vários aspectos relativos ao trabalho com o adolescente surdo.

Desde o princípio, houve um grande empenho por parte da estagiária de como poder comunicar-se adequadamente com A. G. S., de uma forma eficaz a fim de auxiliá-lo a estruturar sua linguagem; além do mais, ocorreu uma preocupação em buscar novos conhecimentos, ou seja, de encontrar o melhor método para ajudar o aprimoramento e desenvolvimento da linguagem oral do paciente, sempre respeitando as limitações provenientes da sua surdez.

A partir desse estudo, concluímos que um método eficaz, é aquele que supre as dificuldades da pessoa, ou aproxima-se dos melhores resultados, considerando-se as características intrínsecas de cada paciente e proporcionando um desenvolvimento mais pleno ao indivíduo surdo. Devemos ressaltar, ainda, que quanto mais cedo for iniciado o trabalho com o indivíduo surdo, mais rápida será a sua evolução e favorável o seu prognóstico.

Entretanto, mesmo um atendimento tardio, como no caso de A. G. S. é possível o desenvolvimento de uma série de habilidades e a melhoria de diversas capacidades. Em vista disso, é fundamental para o profissional adequar o processo terapêutico às necessidades e interesses do paciente surdo.

Consideramos relevante também a abordagem utilizada, na qual a idéia central e norteadora foi encarar o indivíduo surdo de uma outra perspectiva, procurando desmistificar conceitos em relação à sua capacidade de aprendizagem e, sobretudo, vê-lo como um ser bilíngüe e bi-cultural, capaz de integrar-se a duas comunidades: a comunidade minoritária dos surdos e a mais abrangente, a comunidade dos ouvintes.

Quanto às expectativas pessoais da estagiária, este trabalho foi muito válido e altamente gratificante. Logo, vivenciarmos este estágio e a realização deste trabalho de conclusão constitui-se em um processo muito importante e desafiador em nosso aprimoramento. Acreditamos, em síntese, que experiências dessa natureza representam um marco fundamental na vida de qualquer estagiário, pois se constitui no elo de ligação entre o final da vida acadêmica e o seu ingresso na vida profissional.


Index | Introdução | Dados de Identificação do Paciente
História Clínica do Paciente | Avaliação | Hipótese Diagnóstica | Etiologia
Fundamentação Teórica | Planejamento Terapêutico
Tratamento Fonoaudiológico | Evolução
Prognóstico | Conclusão | Bibliografia

 

 

           
  .:: © Copyright - Todos os Direitos Reservados aos Autores
           
 
.:: Atenção: Esta área é destinada exclusivamente a profissionais e estudantes da área de saúde. As informações disponíveis são técnicas, podendo gerar interpretação incorreta para o público leigo! Para o público em geral, sugerimos que procure um Fonoaudiólogo através de nosso Guia de Profissionais.